Como reconhecer a carência de vitamina C?

Esteja atento quando sentir cansaço, sangramentos, dificuldade na cicatrizações de feridas, se notar alterações nas gengivas, episódios de anemia ou alterações cutâneas, como por exemplo pele gretada ou descamação.

É um facto que os humanos não produzem a sua própria vitamina C, pelo que é essencial procurar fontes ricas, de forma a proteger o organismo. Para além dos citrinos, pode-se encontrar fontes de vitamina C nos kiwis, nos morangos, no melão, na papaia, na salsa, nos tomates, nas batatas, na couve-flor, nos brócolos e nos pimentos verdes. A toma de produtos à base de vitamina C é também uma boa forma de conseguir este reforço do sistema imunitário.

Não se engane ao pensar que ingerir fontes ricas em vitamina C lhe dá uma total proteção contra as constipações e gripes. Desde sempre que se recomenda o consumo de laranjas e limões ou outros citrinos, pois a vitamina C minimiza os sintomas e a duração da doença, permitindo uma melhor qualidade de vida e um bem-estar necessário. Mas, se for tomada continuadamente, estimula o sistema imunitário, aumentando a resistência às infeções. Existem inúmeros produtos no mercado que compensam estes estados carenciados em vitamina C protegendo o organismo.

Tópicos: 
Vitamina C