Refeições saudáveis para os mais velhos

Envelhecer bem é possível e o trabalho à mesa deve começar desde cedo.

"Alguns nutrientes e outros componentes alimentares típicos de produtos hortícolas e frutas associam-se a efeitos positivos sobre o envelhecimento, pelo que o seu consumo ao longo da vida, e não apenas nas idades mais avançadas, deve ser estimulado", explica Nuno Borges, professor associado da Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto.

Com o avançar da idade surgem também alguns problemas que, caso não sejam evitáveis, poderão ter os seus sintomas drasticamente atenuados graças a um maior cuidado às refeições. É o caso das doenças ósseas, como a osteoporose.

A resposta está nos "alimentos ricos em cálcio, como os laticínios e alguns hortícolas de folha verde e na vitamina D, que se encontra no peixe gordo", refere o nutricionista, que coloca a desidratação como uma das condições mais fáceis de contornar na terceira idade. "É um dos problemas mais importantes e é facilmente solucionado com o aumento do consumo de água", reforça.

Por outro lado, a culinária portuguesa é rica em ‘pecados’ para a saúde e a falta de variedade pode castigar o organismo. Por isso, o excesso de fritos é igualmente prejudicial na alimentação do idoso.

Cozinhar de forma saudável não impede que as refeições sejam ajustadas às muitas exigências do avançar da idade.

É preciso motivação e imaginação. Um conselho VIVER BEM!

Fonte: Sábado

Tópicos: 
Dicas úteis