8 sinais e sintomas de deficiência da vitamina D

O corpo produz vitamina D a partir do colesterol, quando a pele é exposta à luz solar. 

Apesar de também estar disponível a partir de certos alimentos, a verdade é que a dieta é uma fonte insuficiente para conseguirmos assegurar as DDR de vitamina D.

O ideal seria expormo-nos ao sol diariamente, em períodos mínimos de 15 minutos. Mas convenhamos: as rotinas diárias da maioria de nós, inviabiliza por completo esta alternativa.

Apesar de se considerar que a dose diária de 200 UI de vitamina D cumpre as necessidades nutricionais de um adulto saudável, existem casos em que os especialistas afirmam que é necessária a ingestão de quantidades superiores. Estas doses, consideradas como teparêuticas e que podem ir muito além das 200 UI, deverão ser ingeridas em situações de prevenção ou tratamento de doenças associadas ao défice de vitamina D.

As insuficiências deste nutriente são extremamente comuns nos dias que correm, mas a maioria das pessoas não percebe a sua deficiência, uma vez que os sintomas se fazem sentir, normalmente, de forma muito subtil.

Flávio Passos, investigador na área da nutrição, alerta para 8 sinais e sintomas a que deverá ficar atento e que poderão indicar-lhe que está com défice de vitamina D:

1. Está frequentemente doente?

A vitamina D desempenha um papel importante na função imune. Um dos sintomas mais comuns de deficiência é, precisamente, um aumento no risco de doenças ou infecções.

2. Sente-se permanente cansado?

Fadiga excessiva pode evidenciar deficiência de vitamina D.

3. Sofre de dores nos ossos e nas costas?

Níveis sanguíneos baixos de vitamina D podem causar ou contribuir para dores ósseas e lombares.

4. Sente-se deprimido?

A depressão está associada com níveis baixos de vitamina D e alguns estudos descobriram que uma simples suplementação poderá melhorar o humor.

5. Tem dificuldades de cicatrização?

Níveis baixos de vitamina D condicionam negativamente a recuperação após cirurgias, lesões ou infecções.

6. Perda óssea.

A vitamina D desempenha um papel fundamental na absorção de cálcio e no metabolismo ósseo.

Um diagnóstico de baixa densidade mineral óssea pode ser um sinal de deficiência de vitamina D. Ter níveis suficientes desta vitamina é importante para preservar a massa óssea à medida que se envelhece.

7. Tem queda de cabelo?

A queda de cabelo pode ser um sinal de deficiência de vitamina D nos caso de perda de cabelo feminino ou na doença auto-imune de alopecia areata.

8. Sente dores musculares?

Há uma ligação entre dor crónica e baixos níveis sanguíneos da vitamina, que provavelmente ocorre devido à interação entre a vitamina e as células nervosas com sensibilidade à dor.

 

Sempre que sentir alguns destes sintomas de forma regular, deverá consultar o seu médico ou farmacêutico.